Corra pro Abraço forma 160 jovens de Itinga em cursos profissionalizantes

Um cenário em que a falta de perspectiva profissional de quem vive sob risco social dá lugar à possibilidade concreta de iniciar uma nova carreira. Essa já é a realidade de 160 jovens moradores de Itinga, em Lauro de Freitas, que receberam a certificação de cursos profissionalizantes de auxiliar administrativo, manicure, maquiador e técnico de vendas, na noite desta quarta-feira (21). A cerimônia promovida pelo Programa Corra pro Abraço aconteceu no Colégio Municipal Dois de Julho. 

Pensado pela Secretaria da Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social do Estado (SJDHDS), via Superintendência de Política sobre Drogas e Acolhimento a Grupos Vulneráveis (Suprad), e executado pela OSCIP Comunidade, Cidadania e Vida (Comvida), o Corra – como é chamado pelos profissionais que atuam e também pelos participantes – tem tido êxito ao envolver jovens de bairros populares em situação de vulnerabilidade social de Salvador e Lauro de Freitas em ações de arte-educação mescladas com instrumentos de desenvolvimento de habilidades para a vida. 

“A certificação é uma atividade que consideramos a culminância de todo um processo. Começamos trabalhando com população de rua e esse grupo nos mostrou a trajetória que leva alguns para fora do seio familiar. Agora, buscamos atuar na prevenção, para evitar esse tipo de ocorrência e temos tido sucesso. Uma vez, uma mãe falou que um folder do programa salvou a vida do filho dela. Não há nada mais gratificante do que isso”, relata a coordenadora do programa, Trícia Calmon.

Novos rumos

As irmãs gêmeas Tainara e Taís de Jesus, de 17 anos, fizeram o curso de auxiliar administrativo e garantem que vão levar o que aprenderam para o resto da vida. “Tivemos noções de atendimento ao cliente, como se portar em inúmeras situações e como trabalhar em equipe. Foi uma experiência muito interessante”, revelou Taianara. Taís complementou: “Pretendo buscar emprego na área e eu sei que meu currículo está mais rico agora”. 

Não se trata apenas de capacitação. A iniciativa dá outros empurrões para que esses participantes ingressem, de fato, no mercado de trabalho, a exemplo de kits profissionais que foram entregues ao final da cerimônia para cada formando. “Esses materiais facilitam o início imediato da prática profissional em cada um dos cursos nos quais se formaram os jovens, inclusive de modo autônomo. Além disso, a equipe do programa faz o encaminhamento dos formandos para o Serviço de Intermediação de Mão de Obra, o Sine Bahia, dando acesso a outros cursos oferecidos por lá”, explicou Valnei Roberto, presidente do Comvida. 

A realização da cerimônia na semana em que se comemora o Dia da Consciência Negra (20 de Novembro) não é mera coincidência. “É possível afirmar que 99,9% do público do Corra é negro. É uma juventude que realmente trabalha a cultura afro de uma forma muito crítica, no âmbito do programa. Esse é um dos nossos objetivos também”, esclareceu Denise Tourinho, superintendente da Suprad.

A noite foi marcada, ainda, por uma performance cênica do grupo Legião Itinga. “É bom ressaltar que esse grupo, assim como outros que testemunhamos, foi formado a partir da vivência desses jovens durante a participação no programa”, afirmou Trícia. O titular da SJDHDS, Cezar Lisboa, também esteve presente no evento.

Comente

Be the first to comment on "Corra pro Abraço forma 160 jovens de Itinga em cursos profissionalizantes"

Deixe uma resposta