Educadora de Lauro de Freitas vence etapa regional do Prêmio Professores do Brasil

Foto: Rafael Magno

Professora da rede municipal de Lauro de Freitas, Cristiane Melo venceu a etapa regional Nordeste do Prêmio Professores do Brasil na categoria Creche, com o projeto Meu Cabelo, Minha Raiz. Promovido pelo Ministério da Educação, a iniciativa foi executada durante os cinco primeiros meses do ano letivo com crianças de 3 e 4 anos, estudantes do Centro Municipal de Educação Infantil Dr Djalma Ramos (CMEIDDR), em Vida Nova.

Cristiane trabalhou a desconstrução de modelos patriarcais utilizando práticas pedagógicas como leitura, artes e técnicas de pintura corporal, relaxamento na  água, construção de máscaras com argila e embelezamento das crianças. “Estamos situados em Vida Nova, uma comunidade massivamente negra, e percebemos a necessidade de apresentar referências negras positivas no intuito de referendar e trabalhar o reconhecimento e autoestima dos pequenos”, explicou Cristiane.

Sentados no chão da sala com a mostra “Ocupa Evaristo”, trabalho com foco semelhante em educação antirracista executado na creche no segundo semestre, as crianças estavam cercadas de paredes repletas de poemas da artista negra Conceição Evaristo, e decorada com tecidos temáticos africanos. Os pequenos ouviam atentos os contos em que crianças negras são protagonistas da história. “O cabelo dela é bonito?”, indaga a professora que logo ouve o coro das crianças, “é sim!”.

Assim como na literatura em que a personagem se expressa através do cabelo e traços negros, na vida real o pequeno Thiago Pereira, de 4 anos, passou a se reconhecer depois do projeto. “Ele não gostava do cabelo”, relata a professora passando a mão na cabeça do pequeno agora repleta de dreads que são sinônimos de sua personalidade. Algo semelhante aconteceu com a aluna Sara Silva, 4 anos. “A avó da menina estava prestes a alisar, quando, através das oficinas aprendeu a cuidar e embelezar o cabelo crespo”, completou Cristiane.

O CMEIDDR, uma creche referendada e com muitos prêmios no currículo pedagógico, atende hoje 135 crianças com idade entre 0 e 5 anos. Para a professora que trabalha com crianças na faixa etária de 3 a 4 anos, a conquista é o reconhecimento de um trabalho que vem sendo aprimorado. “Precisamos continuar a construir práticas que transponham o muro da escola, para a execução de uma educação antirracista, cuja tentativa culmina em descolonizar os pensamentos de uma sociedade que valida modelos patriarcais, onde racismo, violência contra mulher, homofobia e intolerância religiosa são vista de forma naturalizada”, completou.

Com a proposta de uma educação antirracista, a unidade foi vencedora, em 2014, do prêmio Escola: Lugar de Brincadeira, Cultura e Diversidade, concedido pela Universidade do Ceará. Em 2015, venceu o XVI prêmio Arte na Escola Cidadã com o projeto Doutor Djalma Ramos e seu amor por Riachão, e mais uma premiação do Professores do Brasil com a ação Mariene: A Flor que desabrochou da nossa gente. No ano passado a unidade foi vencedora do Professores do Brasil com o projeto Carolina Maria de Jesus, uma história para aprender desde bebê. “Nós iniciamos esse trabalho continuado, trazendo sempre personalidades negras para serem apresentadas aos pequenos. É uma ação coletiva, em que todos os profissionais da Creche estão inseridos”, finalizou.

A professora Cristiane participa agora da etapa Nacional, que será divulgada no dia 29 de novembro. Do Nordeste outras cinco professoras foram selecionadas.

Comente

Be the first to comment on "Educadora de Lauro de Freitas vence etapa regional do Prêmio Professores do Brasil"

Deixe uma resposta