Educação básica de Lauro de Freitas ganha novas matérias

Foto: Lucas Lins

A inclusão de novas matérias na matriz curricular da educação básica em Lauro de Freitas, proposta pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), foi aprovada pelo Conselho Municipal de Educação em audiência pública realizada na Câmara Municipal, nesta quinta-feira (18), e serão executadas a partir do ano letivo de 2019.  Na grade do ensino Fundamental I e II foram incluídas as matérias Cultura e História Afro Brasileira e Indígena, Iniciação Musical e Artes para os dois níveis. Outra novidade é a implantação de língua estrangeira e Educação Física para o nível I, que faziam parte apenas no nível II.

De acordo com a coordenadora do núcleo da Educação Básica da Semed, Cristina kavalkievicz, a intenção é cumprir as determinações de leis federais propostas pelo Ministério da Educação em 2008 e em vigência, tornando a escola um espaço mais atrativo aos alunos com a dinamização do ensino. “A organização do ano letivo confere 200 dias de aulas com 60%  do currículo obrigatório e 40% de práticas diversificadas. E são nessas percentagens livres que iremos inserir nossa proposta. O quadro de disciplinas continuará igual”, assegurou.

Para o secretário Paulo Gabriel Nacif, a inserção de música nas escolas ajudará a melhorar a sensibilidade das crianças, a capacidade de concentração e a memória, trazendo benefícios ao processo de alfabetização e ao raciocínio matemático. “A música estimula áreas do cérebro não desenvolvidas por outras linguagens, como a escrita e a oral. É como se tornássemos o nosso ‘hardware’ mais poderoso”, explica ele que também é professor. Essas áreas se interligam e se influenciam. Segundo Gabriel, quanto mais cedo a escola começar o trabalho, melhor.

O secretario explica que o município já trabalha com Cultura e História Afro Brasileira e Indígena no cotidiano dos pequenos em algumas unidades da rede, a exemplo da Escola Municipal Santa Júlia em que a professora premiada Rosângela Accioly executa o projeto África Aqui Acolá África em Todo Lugar. Outra unidade destaque, premiada nacionalmente neste sentido, é o Centro Municipal de Educação Infantil Doutor Djalma Ramos (CMEIDDR), onde recentemente a professora Cristiane Melo venceu a etapa regional do prêmio Professores do Brasil com o projeto Meu Cabelo Minha Raiz na categoria creche.

“A proposta é estender essas iniciativas a todas as unidades, incorporando ao calendário letivo. Vencido o crivo do Conselho Municipal de Educação, as alterações na matriz curricular será transformada em resolução e publicada no Diário Oficial do Município”, explica Nacif.

Comente

Be the first to comment on "Educação básica de Lauro de Freitas ganha novas matérias"

Deixe uma resposta