Campanha de Zé Ronaldo aposta na vibração: “Dá pra ganhar!”

Vibração é o que não falta na campanha de Zé Ronaldo. É algo comparável à histórica partida de basquetebol da Seleção brasileira comandada pelo jogador Oscar Schmidt contra a poderosa Seleção norte-americana, nos jogos Pan-Americanos de Indianópolis, em 1987, nos Estados Unidos. A Seleção norte-americana entrou em quadra como favorita e achando que a partida já tinha terminado antes mesmo de ser iniciada. Alguém aí se lembra?

O Brasil estava 20 pontos atrás no placar e Oscar fez sete cestas de três pontos. Mais ou menos o que Zé Ronaldo vem fazendo em suas andanças pelo interior do estado: cestas de três pontos, enquanto Rui Costa vai cometendo faltas e mais faltas: não comparece a debates, não responde a jornalistas, fecha hospitais e diminui leitos, deixa a educação à deriva (pior do Brasil!) e não protege a população, hoje sem nenhuma segurança contra o tráfico de drogas e bandidos.

Comente

Be the first to comment on "Campanha de Zé Ronaldo aposta na vibração: “Dá pra ganhar!”"

Deixe uma resposta