Justiça proíbe ACM Neto de alegar falta de ajuda do Governo do Estado

Foto: Divulgação

A desastrada campanha do DEM ao Governo da Bahia teve mais uma derrota no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA). Nesta sexta-feira (21), a Corte proibiu que o prefeito ACM Neto se manifeste durante a campanha do candidato a governador José Ronaldo (DEM) com a afirmação de que a gestão do governador Rui Costa não ajudou a Prefeitura de Salvador. Além de ter transformado a capital com obras histórias, a exemplo do metrô, das novas avenidas e viadutos, de três novos hospitais (da Mulher, Couto Maia e HGE 2), entre outras realizações, Rui também assegurou parcerias importantes para intervenções em Salvador.

A decisão é da juíza Ana Conceição Barbuda Sanches Guimarães Ferreira. Na propaganda de Zé Ronaldo, pontuou a magistrada, há uma “inverdade flagrante”, quando ACM Neto fala que não houve “nenhuma ajuda do Governo do Estado” nas obras da capital. Ainda de acordo com a decisão judicial, foram feitas diversas obras públicas pelo governo do Estado na capital, que contribuíram para os investimentos na cidade. “Ressalte-se que o contexto em que a frase foi dita (“sem NENHUMA ajuda do Governo do Estado”), emite a mensagem de que nenhum centavo de recursos estaduais foram alocados em obras que beneficiassem o Município de Salvador, o que tudo indica que não é verdade”, diz a juíza.

O DEM não pode mais exibir a peça publicitária com a inverdade de ACM Neto. Caso seja descumprida, a chapa encabeçada por José Ronaldo de Carvalho terá que pagar R$ 10 mil.

Comente

Be the first to comment on "Justiça proíbe ACM Neto de alegar falta de ajuda do Governo do Estado"

Deixe uma resposta