Vereadores de Lauro Freitas criticam preconceitos em sessão

Foto: Danilo Magalhães

A importância dos movimentos sociais na luta por mudança de hábitos preconceituosos enraizados na sociedade foi abordada por vários parlamentares na sessão desta quarta-feira (29). A vereadora Luciana Tavares destacou o papel de entidades como a União Brasileira de Mulheres (UBM) e União de Negros pela Igualdade (Unegro) ao longo dos anos.

Segundo Luciana, é fundamental acabar com concepções como “negro bonito”, “mulata linda”, entre outros termos que induzem à ideia de exceção entre a raça. Do mesmo modo ela lembra das ironias contra gays e lésbicas e da violência contra a mulher. “Recentemente, um mutirão judicial prendeu 42 homens por feminicídio”, assinalou.

Para o vereador Roque Fagundes, a sociedade ainda carrega características patriarcais, daí tantos preconceitos arraigados, como a discriminação de raça e de gênero. O vereador Edivaldo Palhaço afirmou que a luta contra a violência doméstica, financeira e psicológica deve ser constante.

Matérias apreciadas

Na sessão foram aprovadas 17 matérias – dois Projetos de Lei do Executivo; três Requerimentos e oito Indicações à prefeita Moema Gramacho; dois Projetos de Decreto Legislativo; e duas Moções. Foi lido um Projeto de Lei do Legislativo, de autoria do vereador Fausto Franco, instituindo o Dia Municipal das Doenças Raras, que seguiu para apreciação das Comissões da Câmara.

Os Projetos de Lei do Executivo alterando a Lei Municipal de Combate à Homofobia e disciplinando as relações entre o município e as Organizações Sociais foram aprovados, assim como os Projetos de Decreto Legislativo concedendo Títulos de Cidadania à ex-secretária estadual do Trabalho, Olívia Santana, e a Lanusse Araújo Andrade, apresentados respectivamente por Luciana Tavares e Fausto Franco.

Também foram aprovadas Moções de Congratulação pelo Dia Nacional dos Bancários (28 de agosto), apresentada por Roque Fagundes e Fausto Franco, e pelo Dia Nacional de Combate ao Fumo (29 de agosto), de Fausto Franco.

Curtas da sessão

*Fausto Franco requer o envio de Projeto de Lei criando a Política Municipal para Doenças Raras e indica a construção de um abrigo de ponto de ônibus nas proximidades de uma concessionária de motos, na Avenida Santos Dumont, a fim de atender aos passageiros da linha Portão – Estação Mussurunga e outras que seguem no sentido Litoral Norte.

*Edivaldo Palhaço requer a prorrogação da vacinação contra o sarampo e a poliomielite.

*Augusto César indica o encaminhamento de Projeto de Lei obrigando a apresentação da carteira de vacinação na matrícula dos alunos na rede municipal de ensino.

*Luciana Tavares indica a reforma completa do campo de futebol do Jardim Castelão.

*Roque Fagundes indica a elaboração de um projeto arquitetônico e urbanístico e a revitalização do entrono da Lagoa do Parque São Paulo (Itinga).

*Naide Brito indica poda de árvores e limpeza e capinagem nas ruas Edson Gomes da Silva, José Rodrigues Santiago e Antenor Ferreira, em Vida Nova/Jardim Castelão.

*Valmir Sodré indica a implantação de dois quebra-molas na Rua Adelmo Oliveira, Jardim Pouso Alegre (Itinga).

*Débora Régis requer a substituição dos abrigos de ônibus de cimento em Itinga e indica, de forma reiterada, obras de esgotamento sanitário, passeios, meios fios, drenagens e pavimentação na Travessa São Judas Tadeu (Estrada do Trabalhador).

*Edilson Ferreira indica a disponibilização de mais caminhões com a capacidade adequada para o trabalho de desentupimento de redes de esgoto.

Comente

Be the first to comment on "Vereadores de Lauro Freitas criticam preconceitos em sessão"

Deixe uma resposta