O Debate: “A Revolta dos Malês”

“Qualquer discussão sobre as sentenças impostas aos acusados em 1835 seria incompleta sem algumas palavras sobre sua execução.”

Evento em homenagem a “Revolta dos Malês em 1835 na 27ª noite do Sagrado Mês do Ramadan,1835” Salvador Bahia. ICAMMALÊS Debate em homenagem a “Revolta dos Malês em 1835”

Debate em homenagem aos “Africanos da Etnia Yorùbá e Islamizados, Viva Nagô, Salvador Bahia em Revolta 1835”, realizado pela organização religiosa, ICAMMALÊS, vai ocorrer no dia 03 de agosto de 2018, dàs 17h: 30 até 21h: 00, no IPN, Museu Memorial, Rua Pedro Ernesto n.32/34, Rio de Janeiro, RJ, Gâmbia, Brasil.

O Brasil é reconhecido  pela suposta harmonia que reina entre suas diferentes comunidades étnicas, religiosas, e culturais. A religião abrange diversas etnias no mundo, afro-descendentes e africanos-brasileiros de origem Sudanesa “preto” da etnia Yorùbá islamizada relembra o 14 de maio de 1835 e a 27ª noite do mês do Sagrado Ramadan o dia da “Revolta” .

Para cultura, identidade e resistência sudanesa no Brasil, a homenagem aos mártires africanos, fuzilados em maio de 1835 por terem participado da Revolta dos Malês e a Revolta em 25 de janeiro de 1835, durante o “Ramadan” ajuda no fortalecimento étnico, cultural e religioso sudanês, contribuindo também para debates de integração, entre as comunidades étnicas e religiosas e Garantia da Diversidade Étnica e Cultural da formação do povo brasileiro.

O Brasil , oficialmente República Federativa do Brasil é o maior país da América do Sul e da região da América Latina, além de ser uma das nações mais multiculturais e etnicamente diversas, em decorrência da forte imigração oriunda de variados cantos do mundo.

Apoiamos a Campanha a Miscigenação Também è Genocídio

Este evento é de importância para os (Crêoulos: africano-brasileiro), afro-descendentes, nativos da terra, ciganos, judeus, afro-brasileiros: pretos, pardos: mestiços, brancos, e outros contribuindo desta forma com o Combate a discriminação étnica, cultural e religiosa e ao preconceito por etnia cor, procedência, origens, nacionalidade e com a garantia da diversidade, étnica, religiosa e cultural no Brasil.

Fortalecendo desta forma principalmente os 9% da população brasileira de cútis//cor preta, segundo o IBGE. Contra os que foram e são discriminados e preteridos, como de fato o são os mais escuros entre os brasileiros.

Comente

Be the first to comment on "O Debate: “A Revolta dos Malês”"

Deixe uma resposta