Negros ganham R$ 1,2 mil a menos que brancos no Brasil, afirma IBGE

Foto: Divulgação

Completando 130 anos desde a abolição da escravidão neste domingo (18), ainda há muito para ser reivindicado pelo movimento negro. Entre os gritos pelo fim do racismo, da igualdade na educação e na política, um tópico chama atenção, segundo dados do IBGE os trabalhadores negros ganham cerca de R$ 1,2 mil a menos que os brancos.

Os dados são referentes ao 4º trimestre de 2017 e fazem parte da Pnad Trimestral, que desde 2012 disponibiliza esse tipo de informação. Segundo o site G1, desde a criação do relatório até 2017, não houve nenhuma mudança significativa na diferença de rendimento entre negros e brancos.

Para os especialistas entrevistados pelo portal, as desigualdades históricas estão por trás da disparidade enfrentada pelos negros na tentativa de adentrar ao mercado de trabalho (há mais trabalhadores negros sem carteira assinada que brancos), entre eles o acesso a educação, que quando existe muitas vezes é precária.

A reportagem apresenta dados, onde comprovam a marginalização do negro na sociedade. Onde entre os 10% da população com maior rendimento no Brasil, 8 a cada 10 são brancos. Já entre os 10% mais pobres, o caso é inverso, 8 em cada 10 são negros.

No quesito educação, apenas 8,8% da população negra com mais de 25 anos frequentou uma faculdade, enquanto o índice na população branca é quase o triplo com 22,2%.

Segundo especialistas, o preconceito e o racismo são outros dois lados da herança, que de acordo com eles, remete ao período de escravidão.

Comente

Be the first to comment on "Negros ganham R$ 1,2 mil a menos que brancos no Brasil, afirma IBGE"

Deixe uma resposta