Resistência popular em defesa de Lula e da democracia cresce na Bahia

O movimento pela liberdade do presidente Lula, chamado #LulaLivre, na opinião do deputado estadual Marcelino Galo (PT) tem se consolidado no interior do estado com a criação de “núcleos” independentes de conscientização e resistência democrática. O parlamentar esteve, nos últimos dias, em agenda nas cidades de Uauá, Curaçá, Jacobina, Candeias, Ipirá, Candeal, Biritinga, Feira de Santana, Santa Bárbara e Camaçari em reuniões com militantes do Partido dos Trabalhadores e com a população para debater a conjuntura política.

De acordo com Galo, a população compreende a “natureza do golpe” e o que chama de “alastramento do golpismo”, com a prisão do ex-presidente de Lula. “Essa resistência em defesa da liberdade do presidente Lula e da democracia é fundamental, porque a classe trabalhadora e a população já sente na pele a natureza do golpe, que foi tirar direitos e aprofundar o neoliberalismo que privilegia os rentistas do mercado financeiro, mas desemprega os pais de famílias”, afirma Galo.

“O presidente Lula foi encarcerado por liderar todas as pesquisas de intenção de voto e ser, portanto, uma ameaça aos interesses do capital especulativo que sangra o Brasil, agrava a desigualdade socioeconômica e se apropria de nossas riquezas estratégicas em detrimento dos interesses nacional”, analisou Marcelino, ao criticar, na Assembleia Legislativa, os 31 dias de cárcere do ex-presidente.

“Os golpistas são rejeitados publicamente e não dormem em paz, enquanto Lula, preso injustamente, tem o sono dos inocentes e é o mais querido do Brasil”, enfatizou.

Comente

Be the first to comment on "Resistência popular em defesa de Lula e da democracia cresce na Bahia"

Deixe uma resposta