Governo elabora propostas para reverter hibernação da Fafen

Foto: Ascom SDE

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), reuniu entidades do setor industrial, sindicatos das indústrias, da classe trabalhadora e outros entes do Executivo Estadual para discutir propostas voltadas a reverter a hibernação da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados (Fafen). As propostas serão apresentadas à diretoria da Petrobras, nesta quinta-feira (3), às 18h, em Salvador, quando acontece a 2ª Reunião da Comissão Técnica das Fafens, reunindo representantes dos governos baiano e sergipano, além de representantes da Federação das Indústrias dos dois estados.

O documento será assinado pela Federação das Indústrias do estado da Bahi (Fieb), Comitê de Fomento Industrial de Camaçari (Cofic), o Sindicato das Indústrias Químicas e Petroquímicas de Camaçari (Sinpec), a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) e o Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro -BA. A reunião aconteceu na quarta-feira (2), na capital baiana.

Segundo o secretário em exercício da SDE, Paulo Guimarães, serão propostas à diretoria alternativas para que a Petrobras reveja a posição de fechar a fábrica. “A Petrobras precisa entender que o encerramento da Fafen não é um fechamento de uma unidade qualquer, mas de uma fábrica crucial para o Polo de Camaçari, com produções essenciais para a agricultura brasileira”.

Guimarães enfatizou ainda “que não dá para simplesmente fechar a unidade sem verificar que condições podem ser atendidas e quem pode fazer este esforço. Nós temos uma proposta de ação emergencial e outra de longo prazo que, em tendo sucesso, pode trazer a manutenção dessa fábrica de fertilizantes como, talvez, até uma reativação de outras fábricas que consomem gás natural como matéria prima”.

O diretor do Sindpetro Bahia, Jailton Andrade, ressaltou que “a iniciativa da SDE de convidar a nossa entidade foi muito importante porque nenhum outro canal de comunicação foi aberto com o sindicato. A Petrobras, quando tomou a decisão de fechar a fábrica, se quer respondeu aos nossos ofícios, e essa iniciativa do Paulo Guimarães tem sido muito boa para estreitar os laços e mostrar a classe trabalhadora que o estado está preocupado com ela”.

De acordo com Andrade, a “reunião foi útil e importante, só um ponto que mereceu uma atenção maior nossa, pois dá margem a uma futura privatização e o sindicato não concorda. A Fafen precisa manter-se operando nas mãos da Petrobras que, apesar de ser uma sociedade de economia mista, tem uma função social mais exacerbada que qualquer outra indústria privada do País”.

O diretor executivo da Fieb, Vladson Menezes, elogiou a iniciativa e falou da importância de uma proposta conjunta da Bahia. “Fechando uma proposta comum e factível, a gente entra mais forte na negociação. Eu considero essa reunião extremamente importante. Foi muito bom o Governo ter nos convidado para conversar. Estávamos conversando no âmbito do empresariado, mas é importante ter o apoio do Governo”.

Para o presidente do Sinpec, Roberto Fiamenghi, é importante reunir as lideranças das indústrias, dos sindicatos, dos empregados e das empresas para manter viva a indústria de fertilizantes do Brasil. “Não é apenas a Fafen. Não se concebe um País com uma base agrícola tão grande depender somente das importações de fertilizantes. Além de manter a Fafen, nós precisamos criar novos projetos e produzir mais fertilizantes no Brasil. Temos que lutar mesmo para que não ocorra essa hibernação da empresa”.

Comente

Be the first to comment on "Governo elabora propostas para reverter hibernação da Fafen"

Deixe uma resposta