Vereadoras comemoram Dia Internacional e Março Mulher

Foto: Divulgação

Por inciativa da bancada feminina, a Câmara Municipal celebrou em sessão especial, nesta sexta-feira (23), o Dia Internacional e o Mês da Mulher, com a participação da prefeita Moema Gramacho, a deputada estadual Maria Del Carmen, a secretária estadual do Trabalho, Olívia Santana, entre outras autoridades. O Dia Internacional da Mulher é comemorado no dia 8 de março, data definida pela Organização das Nações Unidas (ONU) na década de 1970.

A bancada feminina é composta pelas vereadoras Naide Brito, presidenta da Câmara; Luciana Tavares, primeira vice-presidenta e líder do governo; Mirian Martinez, presidenta da Comissão da Mulher; e Débora Régis, presidenta da Comissão de Constituição e Justiça. “Agradeço àquelas que priorizaram estar nesta sessão para fazer uma reflexão sobre o que significa ser mulher na sociedade brasileira”, disse Naide Brito, que homenageou Marielle Franco, Marisa Letícia Lula da Silva e Dilma Rousseff. A vereadora Dona Augusta, falecida no final de 2017, também foi lembrada.

“Devemos valorizar a presença de uma mulher na Presidência da Câmara e precisamos dizer que as mulheres têm ocupado, cada vez mais, espaços que historicamente eram ocupados pelos homens com a mesma competência e, em muitos casos, até mais”, afirmou a prefeita, acrescentando que a morte de Marielle foi um recado do regime de exceção que vigora no país contra a democracia e a luta pelos direitos humanos.

“Fico feliz quando vejo uma Câmara como essa, comandada por uma mulher e tendo uma líder do governo. O feminismo é revolucionário, não somos recatadas, do lar e estamos em uma guerra de resgate da democracia”, discursou Olívia Santana. “No momento em que a democracia corre risco, as primeiras prejudicadas são as mulheres, com o fim ou a redução das políticas públicas”, ressaltou Maria Del Carmen.

Levante do Joanes

O historiador Gildásio Freitas falou sobre o Levante do Joanes, ocorrido em 1814, e que teve a participação ativa das escravas Teresa, Felicidade, Germana e Ludovina, punidas com 100 chibatadas, cada, e degredo perpétuo em Angola. As quatro serão homenageadas com a instituição, pela Câmara Municipal, de uma medalha destinada a pessoas ou entidades que se destacam na luta por direitos civis. A proposta é da presidenta da Casa.

Também participaram da sessão os vereadores Fausto Franco, Amarílio Topó, Tito Coelho, Edivaldo Palhaço e Roque Fagundes; as secretárias municipais de Políticas para as Mulheres, Bárbara Chaves, de Desenvolvimento Social, Huldaci Santana; a juíza Antônia Faleiros; a presidenta do Conselho Municipal de Direitos e Defesa da Mulher, Cleide Rezende; a coordenadora da Universidade Livre, Terezinha Barros; a estudante Milena Lima, representando o projeto Lilá, da Escola Gregório Pinto; a delegada Elaine Laranjeira; e tenente Milena, da Base Comunitária de Itinga; e o secretário municipal do Trabalho, Uilson Souza.

Dia Internacional da Mulher

A ideia surgiu no final do século XIX e início do século XX nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas femininas por melhores condições de vida e trabalho, e pelo direito de voto. Em 26 de agosto de 1910, durante a Segunda Conferência Internacional das Mulheres Socialistas em Copenhague, a líder socialista alemã Clara Zetkin propôs a instituição de uma celebração anual das lutas pelos direitos das mulheres trabalhadoras.

No início de 1917, na Rússia, ocorreram manifestações de trabalhadoras por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia czarista na Primeira Guerra Mundial. Os protestos foram brutalmente reprimidos, precipitando o início da Revolução de 1917. A data da principal manifestação, 8 de março de 1917 (23 de fevereiro pelo calendário juliano), foi instituída como Dia Internacional da Mulher pelo movimento internacional socialista.

Comente

Be the first to comment on "Vereadoras comemoram Dia Internacional e Março Mulher"

Deixe uma resposta