Ações preventivas ajudam na redução de violência contra a mulher

Foto: Alberto Maraux / SSP BA

A prevenção se mostra como o caminho certo para o combate à violência contra as mulheres na Bahia. As ações preventivas das unidades policiais no estado e a rápida elucidação dos casos registrados, inclusive com grandes índices de prisão dos agressores, foram fundamentais para a Bahia alcançar a redução de 51,1% na tentativa de homicídio doloso contra mulheres e em 40% de feminicídios registrados em janeiro deste ano, comparado ao mesmo período de 2017. Também foram contabilizadas quedas de 36,1% em casos de estupro, 35,7% em homicídio doloso e 25,4% em lesão corporal.

A Operação Ronda Maria da Penha (OPRMP) tem um importante papel na queda desses números. A comandante da OPRMP, major PM Denice Santiago, ressalta que, de 2015 para cá, foram realizadas cerca de 400 palestras e oficinas visando à conscientização e ressignificação cultural que alcançam os envolvidos no cenário da violência doméstica.

“Acredito que nossas ações contribuíram diretamente nessas reduções, tanto na postura de aprendizado e reconhecimento dos crimes, como também na estrutura da segurança pública preparada para combater, investigar e culpabilizar os autores por estas práticas”, destaca major Denice.

A titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Brotas, delegada Heleneci Nascimento, comenta que isso é resultado de um trabalho planejado. “Os homens, principalmente, têm se conscientizado de que as mulheres têm suas garantias constitucionais asseguradas para qualquer crime contra elas”, afirma, acrescentando que as unidades vão continuar trabalhando para que os números sejam menores a cada ano.

Comente

Be the first to comment on "Ações preventivas ajudam na redução de violência contra a mulher"

Deixe uma resposta