Justiça divina: Oziel é afastado após “pecados” na Câmara de Camaçari

Foto: Divulgação

A justiça dos homens pode ser falha, mas a justiça divina tarda, mas chega. E, desta vez, quem provou o sabor amargo da justiça foi o pastor, vereador e presidente da Câmara de Vereadores de Camaçari, Oziel Araújo (DEM), que teve afastamento do cargo decretado pelo juiz de Direito Cesar Augusto Borges de Andrade, nesta terça-feira (27).

Com a decisão, o “homem de Deus”, Oziel Araújo perde o cargo de vereador e da presidência da Câmara de Camaçari. Em sua decisão, o magistrado determina o afastamento do legislador pelo prazo de 90 dias, podendo ser prorrogado por mais 90 dias, para impedir que o presidente da Câmara de Vereadores use do seu poder para prejudicar as investigações.

De acordo com o promotor do Ministério Público, Everardo Yunes, Oziel seria o “chefe da quadrilha” que causou um prejuízo de quase meio milhão aos contribuintes camaçariense.  Por meio de uma “manobra fraudulenta”, o presidente da Câmara e demais vereadores da Casa aprovaram uma lei em 2017, que aumentou os seus salários em R$2.578,45, mas o pagamento dos novos valores foi suspenso por força de uma liminar judicial deferida a pedido do Ministério Público em uma ação civil pública.

Após investigar o caso, Everdardo Yunes, descobriu que a manobra foi possível porque Oziel Araújo exonerou 18 servidores comissionados ligados aos vereadores e os nomeou no mesmo dia para cargos com salários maiores.

“O mais incrível e inacreditável foi que a diferença entre os salários desses servidores, antes e depois da exoneração, corresponde, de forma bem intrigante pela proximidade, aos valores que os vereadores receberiam se o aumento previsto pela Lei 1473/2017 não tivesse sido impedido por decisão judicial”, narrou o promotor de Justiça ação.

Após investigação realizada pelo MP, foi constatada que a diferença salarial de cada um dos assessores parlamentares era repassada para o respectivo vereador em “claro desvio de verbas públicas”. O valor desviado chega a R$ 489.200,60.

Comente

Be the first to comment on "Justiça divina: Oziel é afastado após “pecados” na Câmara de Camaçari"

Deixe uma resposta