Luz e sombra: dificuldade em aceitar ou perdoar

Muito se fala na importância do perdão. Acredito que é preciso aceitar antes de perdoar. É comum lembrar o que os outros nos fizeram, mas raro ressentimos daquilo que fizemos para magoar alguém. Inocência e culpa costumam revelar em que medida a sombra de cada um se expressa numa relação, seja ela familiar, amorosa ou de trabalho.

Como diz Caetano na música ‘Dom de Iludir’, “cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”. Todo mundo tem características que aprecia e outras que quer se livrar. Luz e sombras, somos assim. Mudar aquilo que emerge da sombra pode ser algo difícil, mas certamente é um caminho rico e de muita descoberta.

Aceitar a existência da própria sombra pode ser o início do caminho para a aceitação e o perdão. Dessa forma, é possível desnudar o próprio universo povoado de medo, paranoia ou carência, no qual nos sentimos pequenos demais. Quando envoltos na escuridão, não percebemos a capacidade de assumir a força para enfrentar até mesmo pequenos obstáculos.

A psicoterapia pode auxiliar na resolução de conflitos que envolvem questões relacionadas à aceitação e ao perdão. À medida que uma luz é lançada sobre alguns conteúdos sombrios, e que experiências não-assimiladas são revividas e ressignificadas, é possível dar um novo sentido rumo à aceitação e até mesmo o perdão.

Texto escrito por Daniella Sinotti, Psicoterapeuta Transpessoal Sistêmica e Jornalista.

Comente

Be the first to comment on "Luz e sombra: dificuldade em aceitar ou perdoar"

Deixe uma resposta