Exclusivo: autoritarismo de Caetano irrita PT de Camaçari

Apesar dos militantes afirmarem que o PT de Camaçari não tem dono, o deputado federal Luiz Caetano (PT), mostra dia após dia que controla o partido no município. Resta saber até quando os “companheiros” vão aceitar passivamente os mandos e desmandos do “Coronel Simpatia”.

A crise no PT de Camaçari está tão forte que uma reunião de emergência foi marcada para esta segunda-feira (29) no Comitê Municipal do partido. Não há acordo entre os vereadores, Jackson, Marcelino e Teo para saber quem seria o candidato a uma cadeira na Assembleia Legislativa.

Fontes ligadas ao Badogada garantem que Marcelino é o principal problema para um acordo interno entre os três vereadores. Uma pesquisa de intenção de voto realizada pela base governista aponta que no PT, o nome de Jackson Josué é o que pontua melhor na pesquisa, capaz inclusive de tirar votos de Tude, que anda mal avaliado por conta da gestão desastrosa de Elinaldo.

Dizem as más línguas que Marcelino está criando problema no PT em conluio com a base governista para evitar que Jackson saia candidato. Teo topa até um acordo, já que não tem nada a perder mesmo e a sua rejeição é a maior entre os três vereadores petistas.

Comente

Be the first to comment on "Exclusivo: autoritarismo de Caetano irrita PT de Camaçari"

Deixe uma resposta