Cortejo cultural leva tradição e alegria às ruas de Portão

Foto: ASCOM/PMLF

Tradição de 37 anos, a Micareta de Portão teve seu ponto alto na manhã deste domingo com o Cortejo Cultural e banho de água de cheiro em frente à igreja de Santo Antônio, manifestações que deram origem à festa. No ritmo dos atabaques e berimbaus, as baianas desceram perfumando o trajeto com alfazema, do começo da Rua Queira Deus até o final da rua Direta, arrastando capoeiristas, grupos de dança, e o público – moradores, turistas secretários municipais e vereadores.

No meio das baianas, a prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, destacou a importância de manter viva a tradição de momentos como este. “A riqueza das manifestações culturais de nossa cidade é o seu maior patrimônio e isso tem que ser preservado”.

Seguindo o cortejo ou assistindo da porta de casa, todos se rendiam ao ritmo das fanfarras que embalaram o cortejo. A festa de Portão tem uma característica da tradição carnavalesca parecida com a Mudança do Garcia que acontece dentro de uma comunidade e para a comunidade, explicou o historiador Gildásio Freitas. “Lauro de Freitas não tinha Carnaval, mas Portão sempre foi um bairro marcado pelos festejos populares que incentivaram as manifestações culturais de toda cidade”.

Mestre em cultura popular e moradora de Portão, dona Aidê, que deu nome a um dos circuitos da festa, desfilou no cortejo com seu grupo de dança. “É muito bom ser homenageada ainda em vida por fazer parte da história de Lauro de Freitas”.

Há três anos sem acontecer, a Micareta de Portão foi aberta na sexta-feira (15) com o desfile do Bankoma. No sábado a festa continuou com as apresentações de banda no trio e desfile de blocos. “Foi um sucesso total. A sociedade pediu e a Secretaria de Cultura, em nome da prefeita Moema Gramacho, realizou a festa trazendo alegria e felicidade para o povo”, destacou o secretário da Secult Manoel Carlos.

Moradora de Portão há mais de 50 anos, Elza Ferreira assistia o cortejo da varanda de casa. “Desde que começou a festa, quando era só a lavagem, eu participava. Agora por causa da minha limitação na perna fico em casa admirando”.

A Micareta de Portão que acontece há 37 anos reuniu um público de mais de 30 mil pessoas em total clima de alegria e paz. Nos três dias de festa não foi registrada nenhuma ocorrência no circuito, de acordo com o comandante da 52ª Companhia da Polícia Militar, major Fabrício Silva.

A força do axé
Tradicional bloco afro de Lauro de Freitas, o Bankoma foi responsável pela abertura da festa, na sexta-feira, trazendo a beleza das danças e do figurino e contagiando com sua energia cada moradores que presenciava o desfile. E não poderia ser diferente. O Bankoma surgiu no terreiro São Jorge Filhos da Gomeia, em Portão, e seu primeiro desfile como bloco foi na micareta do bairro.

Comente

Be the first to comment on "Cortejo cultural leva tradição e alegria às ruas de Portão"

Deixe uma resposta