ACM Neto abandona catadores de lixo em Salvador

Fotos: Hieros Vasconcelos

Apesar de vender o conceito de cidade sustentável, o prefeito ACM Neto (DEM) mais uma vez foi desmascarado por sua incompetência administrativa. Enquanto Neto só quer saber de fazer festa, catadores de lixo e de materiais recicláveis de Salvador não tem nada para comemorar nas festa de fim de ano.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na manha desta segunda-feira (18), os profissionais realizaram um protesto para cobrar a contratação e inclusão das cooperativas e uma política pública eficiente de inclusão dos catadores. Marcam presença no ato o Movimento Nacional Rede Cata Bahia, Complexo Cooperativo de Reciclagem, as cooperativas Canaleta, Cooperação Caboré, dentre outras.


A Prefeitura de Salvador gasta um milhão por dia para aterrar resíduos em aterro, mas não investe em coletiva seletiva, o que prova que o conceito de cidade sustentável nada mais é do que pura propaganda.

“Lutamos para que a Prefeitura reconheça as cooperativas em Salvador, pois são elas que devolvem todos meses toneladas de recicláveis pra cadeia produtiva e não recebem nada por isso. Há dez anos a prefeitura desrespeita a Lei de Política Nacional de Resíduos Sólidos, de 2010, que determina a implantação da coleta seletiva e o retorno de materiais reciclados para a cadeia por meio das cooperativas. A Prefeitura se vangloriou por devolver à cadeia produtiva 500 toneladas de material reciclável em dois anos e anunciou isso em uma das apresentações do eixo do Salvador 360. Mas essa quantidade é a coletada de um mês de uma cooperativa”, pontua Jeane dos Santos, da Cooperbrava.

Comente

Be the first to comment on "ACM Neto abandona catadores de lixo em Salvador"

Deixe uma resposta