Manno Góes chama Bruno Reis de “menino amarelo” e preconceituoso

Foto: Divulgação

A declaração do vice-prefeito de Salvador e aliado de Geddel e Temer, Bruno Reis (PMDB), durante entrevista à radio Metrópole sobre o ex-presidente Lula gerou revolta do cantor e compositor, Manno Góes, que utilizou sua conta no Facebook para badogar Bruno Reis.

Leia o comentário na íntegra:

O comentário preconceituoso que escapa quase sem querer de quem não respeita sua própria origem social.

Em outras palavras, o vice-prefeito de Salvador, apadrinhado pelo seu bandido Gedel, diz o seguinte:

“Nordestino não conta”.

E pior: em seu ato falho preconceituoso afirma: “Lula tem força no Nordeste; mas no “país”, não”.

Como assim? O Nordeste é outro país?

Um típico comentário preconceituoso de menino amarelo que sempre conviveu com privilégios e que não se reconhece como nordestino também.

Região, aliás, que só passou a existir com relevância a partir de Lula.

E que nunca foi determinante para as vitórias nas eleições de Lula e Dilma.

Basta ver as eleições passadas, quando Dilma venceu em quase todos os estados, inclusive em Minas, estado do seu oponente, Aécio – hoje ironicamente desnudado como o corrupto que é. Que sempre foi. E que foi apoiado por Neto, seu vice e seus cúmplices.

No momento atual, em todas as regiões do Brasil Lula vence, em todos os cenários, de acordo com todas as pesquisas já feitas.

A declaração do vice de Acm Neto – prefeito que ajudou, com sua base cúmplice, a manter Temer intacto no poder – não se trata somente de preconceito à Lula.

Se trata de preconceito ao nordeste o que o vice-prefeito de salvador apadrinhado por Gedel demonstrou em seu comentário xenófobo.

Se trata de preconceito.

O vice de Salvador representa o pior de tudo que vem junto com Acm Neto: preconceito; insensibilidade social e xenofobia.

Que ele, o vice, derreta politicamente como o farináceo de Dória – o homenageado por ele e Neto sob chuva de ovos – e seu padrinho presidiário, Gedel.

Triste fim de quem nunca começou.

Comente

Be the first to comment on "Manno Góes chama Bruno Reis de “menino amarelo” e preconceituoso"

Deixe uma resposta