Após levar badogada, Marcelino nega aliança com “time azul”

O vereador Marcelino (PT) ocupou a bancada da Câmara de Vereadores de Camaçari para se defender da “badogada” que levou na última semana. Conforme reportagem do Badogada, o petista tem articulado por debaixo dos panos aumento salarial para sua base eleitoral na gestão do “time azul”. Após a matéria, o clima que não estava bom no PT, principalmente para Marcelino, ficou ainda pior; colocando mais combustível na crise interna que os “companheiros” enfrentam em Camaçari.


Em sua defesa, Marcelino disse que não houve conversa com o DEM e nunca foi procurado pelos “azuis”. “Está fora de pauta qualquer relação com o governo do DEM. Não se muda ideologia ou concepção política. A minha disputa não será com acordos e conchavos com um governo que só taxa e maltrata o povo”, disse o vereador.

Ainda de acordo com o edil, o governo de Elinaldo cópia “descaradamente” as mazelas do governo golpista Michel Temer. “Em menos de um ano de gestão, ele retirou o benefício dos pescadores, instalou a fábrica de multas, deixou professores e servidores sem reajuste, retirou abruptamente os barraqueiros que comercializavam na Av. Industrial Urbano, entre tantas outras mazelas”, pontuou Marcelino.

Comente

Faça sua doação!

Be the first to comment on "Após levar badogada, Marcelino nega aliança com “time azul”"

Deixe uma resposta