Políticas de Segurança Pública foi tema de debate em Lauro de Freitas

Foto: Ascom/PMLF

Para levantar propostas e montar estratégias que possam subsidiar políticas de segurança pública municipal, a Prefeitura de Lauro de Freitas reuniu especialistas, pesquisadores e autoridades no 1º Simpósio de Segurança Pública, nesta quarta-feira (27/9), no Cine Teatro.

Organizado pela Superintendência de Segurança Pública (SSM), o amplo leque de aspectos abordados mostrou que o tema é complexo. “Levantamos sugestões importantes que vamos utilizar, em parceria com várias secretarias, para criar alternativas aos nossos problemas”, destacou o superintendente das SSM, Junior Neves.

Com o tema ‘Segurança Pública de Comunidade em Desenvolvimento’, o simpósio teve questões como acidentes de trânsito sobre efeito de álcool e drogas, crimes envolvendo jovens e violência contra a mulher entre as que mais geraram debates com a plateia.

A prefeita Moema Gramacho lembrou que a criação da SSM buscou dar resposta para o quadro de violência crescente, colaborando com o Estado, e destacou o empenho da gestão para dar uma atenção especial às mulheres, com a implementação, em breve, da Ronda Maria da Penha no município.

“Esse simpósio é essencial para se ter um diagnóstico e poder criar campanhas preventivas e políticas públicas integradas que possam interagir com o estado através das polícia civil e militar”.

Estrutura de segurança
Atualmente, a segurança da cidade conta com 121 agentes na Guarda Municipal, 47 no salvamento aquáticos. Além disso, os profissionais têm também o suporte do Centro Integrado de Operações (CIOPE), com 130 câmeras que operam 24h no monitoramento das escolas, praças e trânsito.

O secretário de Trânsito Transporte e Ordem Pública (SETTOP), Olinto Borri, acredita que segurança pública é um tema que não se esgota em um simpósio. “Costumo dizer que todas as secretarias e órgãos precisam de atenção, mas quantos de vocês usaram o serviço público hoje?”, indagou o secretário, que completou “Nós de segurança e trânsito precisamos entregar o serviço todos os dias, durante 24h. As coisas acontecem e nós temos que dar resposta”, explicou.

Na luta por segurança pública de qualidade, a secretaria de Políticas Públicas para Mulheres, Bárbara Chaves, afirmou que é necessário debater essa temática, principalmente numa sociedade que ainda comete violências contra mulheres.

“Pra gente é uma imposição discutir a segurança, tendo em vista que esse assunto é cotidiano em nossa cidade, e quando se trata de segurança para mulheres o caso é mais sério ainda”. Bárbara lembra que com o esforço de todos é possível mudar o curso da história. “Eventos como esse são importantes porque a gente consegue ter ideias e se esforçar para efetivar, colocando em prática no nosso dia a dia”, conclui.

Coordenador da Guarda Municipal de Lauro de Freitas, Bruno Leonardo Menezes apresentou um painel das atividades desenvolvidas pela corporação, destacando a interação que o quadro tem com a sociedade. “Somos agentes da paz e podemos contribuir muito para a redução da violência nas escolas, nas ruas, contribuir na Ronda Maria da Penha. A GM é uma das mais importantes ferramentas que o município tem para a paz social”.

O Simpósio contou ainda com palestras de pedagogos e psicólogos e com a participação de representantes da OAB.

Comente

Be the first to comment on "Políticas de Segurança Pública foi tema de debate em Lauro de Freitas"

Deixe uma resposta