Terminal Turístico de Lauro de Freitas será reformado, diz Moema

Foto: Divulgação

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT) anunciou, nesta sexta-feira (11), a reforma do Centro de Referência da Cultura Afro-Brasileira, do Terminal Turístico Mãe Mirinha de Portão, e do espaço Mauanda para sediar o comercio de produtos confeccionados pelos próprios membros de terreiros.  A promessa foi realizada durante o evento em homenagem aos Guardiões da Religião de Matriz Africana, organizado pela Federação Nacional do Culto Afro-Brasileiro (FENACAB).

“Faremos uma reforma em todo o terminal turístico e tudo isso será discutido com o povo, para que eles digam como podemos aproveitar melhor o espaço. Além disso, com a reabertura do Mauanda, iremos fomentar a produção dos terreiros, movimentando também o comercio e gerando emprego e renda”, contou a prefeita.

Além de celebrar a cultura e manifestações populares que trazem forte influência das religiões de matriz africana, no evento também foram entregues aos babalorixás e ogãs o certificado de Honra ao Mérito outorgado pela Faculdade Einstein (Facei). A festa teve, também, apresentações de dança e capoeira como o grupo ‘Azania’.

O secretário de Cultura do município, Manoel Carlos dos Santos enfatizou a importância das manifestações culturais, e destacou o apoio para dar mais visibilidade ao candomblé, que além da religião tem uma forte atuação social.
“Apesar de já ter acontecido outros eventos, essa é a primeira grande homenagem que se faz aos guardiões de matriz africana aqui em Lauro de Freitas e isso é fundamental para nossa cultura”.

O presidente da Fenacab, Jadilson Lopes, fez questão de destacar e empenho da prefeitura para atender as demandas do povo de candomblé. “Hoje estamos homenageado os guardiões, mas sabemos que a senhora é os olhos do povo de santos. Quero agradecer todo apoio, cuidado e carinho que tem com a gente”, revelou Jadilson.

Em Lauro de Freitas existem cerca de 400 terreiros, 290 deles cadastrados na Fenacab, com alvará de funcionamento e autorizados pelo Código Brasileiro de Ocupação – CBO. Três deles são tombados pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural – São Jorge Filho da Goméia, Ilê Axé Ajagunã, Ilê Axé Opô Aganju.

 

Comente

Be the first to comment on "Terminal Turístico de Lauro de Freitas será reformado, diz Moema"

Deixe uma resposta