Neto e Elinado perseguem os professores

É pratica comum do DEM perseguir a classe trabalhadora. Após apoiar Michel Temer e aprovar o fim dos direitos trabalhistas, os prefeitos demistas Elinaldo Araújo e ACM Neto, resolveram perseguir e atacar os professores de Camaçari e Salvador, que lutam por melhores condições de trabalho e na educação.

Em Salvador ACM Neto ameaça corta o ponto dos professores que aderirem às paralisações. “Se parar eu corto o salário”, bradou Neto em tom raivoso. Já em Camaçari, Elinaldo não atendeu os professores e resolveu judicializar a greve, apesar do Badogada já revelar o crescimento na arrecadação do município e o valor astronômico gasto com cargos comissionados.

Comente

Be the first to comment on "Neto e Elinado perseguem os professores"

Deixe uma resposta