Exclusivo: Alice Portugal é deputada federal baiana que mais usa a cota parlamentar

Foto: Divulgação

Os comunistas Alice Portugal e Davidson Magalhães lideram o ranking dos deputados federais da Bahia que mais utilizaram a cota parlamentar em 2017. Levantamento do Badogada, junto aos dados da Câmara dos Deputados, apontam ainda que Uldurico Junior (PV), Benito Gama (PTB) e Afonso Florence (PT) encabeçam o top 5 do uso da cota parlamentar.

Proporcionalmente, o maior gasto dos parlamentares refere-se a comunicação, classificada pela Câmara Federal como “divulgação da atividade parlamentar”. Dos R$ 244.055,99 gastos por Alice Portugal (PCdoB), 55% foi com comunicação, já seu correligionário, Davidson Magalhães gastou 30% dos R$ 229.306,10 com a divulgação das atividades do seu mandato.

 

 

O deputado federal mais novo da Câmara Federal, Uldurico Junior (PV) não economizou na propaganda das suas ações e gastou 65% dos R$ 221.744,60 em comunicação. Benito Gama (PTB) foi mais comedido; dos R$ 220.070,88, 25% foi destinado à comunicação. Por fim, o petista Afonso Florence, gastou 37% do total R$ 216.565,56 da sua cota parlamentar com propaganda.

No total, os cinco deputados gastaram um total de quase meio milhão só com a “divulgação da atividade parlamentar”, para ser mais preciso: R$482.706,66.  Somado todos os deputados federais da Bahia, com propaganda já foram gastos R$1.858.985,40 em 2017.

Confira a tabela abaixo com o gasto total da cota parlamentar dos deputados baianos em 2017:

 

ALICE PORTUGAL R$244.055,99
DAVIDSON MAGALHÃES R$229.306,10
ULDURICO JUNIOR R$221.744,60
BENITO GAMA R$220.070,88
AFONSO FLORENCE R$216.565,56
JOSÉ CARLOS ALELUIA R$212.227,81
ARTHUR OLIVEIRA MAIA R$209.923,17
PAULO AZI R$209.352,26
ELMAR NASCIMENTO R$208.300,58
CAETANO R$207.575,07
RONALDO CARLETTO R$205.987,44
JORGE SOLLA R$202.826,41
MÁRCIO MARINHO R$202.413,21
WALDENOR PEREIRA R$195.854,65
ERIVELTON SANTANA R$194.140,88
CACÁ LEÃO R$193.676,20
JOSÉ NUNES R$193.265,03
BEBETO R$190.610,76
MÁRIO NEGROMONTE JR. R$190.431,98
PAULO MAGALHÃES R$189.012,70
DANIEL ALMEIDA R$188.622,11
BACELAR R$182.321,64
ROBERTO BRITTO R$174.401,71
NELSON PELLEGRINO R$173.364,46
VALMIR ASSUNÇÃO R$172.167,25
JOÃO CARLOS BACELAR R$166.196,33
IRMÃO LAZARO R$157.255,10
JOSÉ CARLOS ARAÚJO R$156.226,50
ANTONIO BRITO R$147.709,97
ROBINSON ALMEIDA R$133.649,50
CLAUDIO CAJADO R$133.470,38
SÉRGIO BRITO R$131.907,50
JOÃO GUALBERTO R$131.356,59
TIA ERON R$124.243,08
PASTOR LUCIANO BRAGA R$123.823,55
LUCIO VIEIRA LIMA R$118.117,54
JUTAHY JUNIOR R$100.800,40
JOSÉ ROCHA R$91.914,52
FÉLIX MENDONÇA JÚNIOR R$88.980,03
ANTONIO IMBASSAHY R$18.984,11
FERNANDO TORRES R$11.113,90
MARCOS MEDRADO R$147,30
MOEMA GRAMACHO -R$711,69

Fonte: Câmara dos Deputados

Cota Parlamentar
A Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar – CEAP (antiga verba indenizatória) é uma cota única mensal destinada a custear os gastos dos deputados exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar. O valor máximo mensal da cota para os parlamentares é de R$ 39.010,85.

O Ato da Mesa nº 43 de 2009, que detalha as regras para o uso da CEAP, determina que só podem ser indenizadas despesas com passagens aéreas; telefonia; serviços postais; manutenção de escritórios de apoio à atividade parlamentar; assinatura de publicações; fornecimento de alimentação ao parlamentar; hospedagem; outras despesas com locomoção, contemplando locação ou fretamento de aeronaves, veículos automotores e embarcações, serviços de táxi, pedágio e estacionamento e passagens terrestres, marítimas ou fluviais; combustíveis e lubrificantes; serviços de segurança; contratação de consultorias e trabalhos técnicos; divulgação da atividade parlamentar, exceto nos 120 dias anteriores às eleições; participação do parlamentar em cursos, palestras, seminários, simpósios, congressos ou eventos congêneres; e a complementação do auxílio-moradia.

Comente

Deixe uma resposta