Gestão de Márcio Araponga destruiu a educação em Lauro de Freitas

Foto: Divulgação

Após a pior gestão do pior prefeito de Lauro de Freitas, Márcio Araponga, as ervas daninhas começaram a brotar. Uma delas, infelizmente foi a educação, quando houve uma queda no desempenho das crianças entre os anos de 2013 e 2016.

De acordo com o secretário municipal de Educação de Lauro de Freitas, Paulo Gabriel Nacif, em 2013 cerca de 24% dos estudantes foram reprovados no 3º ano (última etapa do ciclo da alfabetização que é realizado entre os 1º, 2º e 3º anos do ensino fundamental). Naquele mesmo ano o índice de reprovação nacional nesse período educacional foi de 12%.

Apesar do cenário turbulento, Paulo Gabriel se diz otimista com a meta de alfabetizar todos os alunos da rede municipal de ensino com idade entre 6 e 8 anos, estudantes do 1º ao 3º ano do fundamental I.

Na avaliação do secretário de Educação, o fato de Lauro de Freitas está inserida no plano “Pacto Educar para Transformar” (PEPT) irá ajudar a mudar a estatística.

“O PEPT objetiva melhorar o rendimento e a proficiência dos estudantes e, consequentemente, alterar positivamente os indicadores de desempenho das escolas. Com a construção coletiva, acreditamos ser possível alcançar essa meta”, disse.

Comente

Be the first to comment on "Gestão de Márcio Araponga destruiu a educação em Lauro de Freitas"

Deixe uma resposta