Exclusivo: OAB irá investigar “indústria da multa” em Camaçari

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), subseção Camaçari, após as inúmeras denúncias de irregularidades, realizada pela Superintendência de Trânsito e Transporte (STT), na aplicação de multas no município, irá montar uma Comissão Especial para apurar a “indústria da multa” implantada pelo prefeito Elinaldo Araújo (DEM).

Conforme já denunciado pelo Badogada, de janeiro a abril, a Prefeitura de Camaçari já arrecadou R$ 220.628,00 em multas. Se continuar nesse ritmo, até o fim do ano, mais de R$ 660 mil serão arrecadados pelo município. O mais engraçado (ou melhor trágico) são as formas que as multas são aplicadas.

Novo protesto
Depois de grande pressão popular e muitas críticas, a Prefeitura de Camaçari precisa gerenciar mais uma crise após implantar a “indústria da multa” no município, seguindo o exemplo de ACM Neto, em Salvador. Nesta quinta-feira (01), às 8h, a população voltará a protestar contra os desmandos da STT.

Na última reunião com representantes da Prefeitura, os manifestantes foram enrolados. Isso porque, a promessa da STT é converter as multas leve (3 pontos) e média (4 pontos) em advertência. Contudo, tal medida já é um direito do cidadão previsto na Resolução 619/06, do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito), portanto não é nenhum favor da STT! Estão cumprindo a lei!

Comente

Deixe uma resposta