Ex-servidores da Prefeitura de Camaçari estão sem receber rescisão há quatro meses

Foto: Gilberto Júnior/Bocão News

Exonerados em janeiro, no famoso “decretão”, que de uma vez só demitiu todos os funcionários em cargos comissionados da Prefeitura de Camaçari, estão há quatro meses aguardando o pagamento da rescisão trabalhista. O mesmo acontece com os ex-servidores das autarquias STT e Limpec.

O prefeito Elinaldo Araújo (DEM) pouco se importa com os ex-servidores, que reclamam da total enrolação da Prefeitura em solucionar o problema, principalmente por se tratar de um valor pequeno (os ex-funcionários tem direito apenas ao remanescente das férias não pagas), no caso dos servidores da Prefeitura. Já no caso da STT e Limpec existem outros direitos trabalhistas que precisam ser pagos.

Uma ex-servidora do executivo municipal, que pediu anonimato com medo de represálias da Prefeitura de Camaçari, pontua que apesar de diversas solicitações formais, os ex-funcionários estão a mais de quatro meses sem receber o que lhes é de direito. “A Prefeitura sequer tem o respeito de dizer quando irão pagar o que é nosso de direito. Vale lembrar que muitos desses ex-funcionários ocupavam cargos técnicos e nada tinham relação com as brigas políticas do município e seus grupos” desabafa.

Já um outro funcionário da Limpec, em conversa ao Badogada, que também pediu para não ser identificado e dificultar ainda mais o recebimento da sua rescisão, comentou que a presidente da Limpec, Janete Ferreira, a filha de Otomar, demitiu todos os funcionários da gestão anterior em janeiro e até o momento não foram pagas as rescisões trabalhista nem os dias trabalhados dos demitidos pelo órgão. “Ligamos sempre. Vamos lá para termos informações a respeito do nosso dinheiro e a resposta é sempre a mesma: a Prefeitura ainda não liberou orçamento para fazer o pagamento dessas demissões” explica.

Comente

Be the first to comment on "Ex-servidores da Prefeitura de Camaçari estão sem receber rescisão há quatro meses"

Deixe uma resposta