Caos na Saúde de Camaçari é fruto da má gestão de Elias Natan, aponta indicadores

Não falta dinheiro para a área da saúde em Camaçari, mas sim gestão. Essa é a conclusão que se chega após a análise das contas da Prefeitura no primeiro quadrimestre de 2017, que foi apresentada pelo secretário da municipal da Fazenda, Renato Almeida, nesta segunda-feira (29), durante audiência pública, na Câmara Municipal de Vereadores.

Enquanto a Lei de Responsabilidade Fiscal em seu inciso III, do artigo 77 da Constituição Federal, define que a porcentagem mínima destina à saúde é de 15% da arrecadação, a Prefeitura de Camaçari tem um orçamento de 20,8%, que totaliza R$ 48.758.970,69, ou seja, mais dinheiro é destinado ao setor, porém com uma gestão pífia, a população sofre com o caos nas unidades de saúde.

Comente

Be the first to comment on "Caos na Saúde de Camaçari é fruto da má gestão de Elias Natan, aponta indicadores"

Deixe uma resposta