“Conta da Prefeitura de Camaçari, em 2017, fechará no vermelho”, antecipa secretário da Fazenda

FOTO: ASCOM/CMC

A alta despesa com os cargos comissionados aliada a falta de capacidade da Prefeitura de Camaçari, em atrair novos investimentos para o município, fará com que as contas do executivo municipal feche o exercício de 2017 no vermelho. A previsão é do secretário municipal da Fazenda Renato Almeida, apresentada durante audiência pública, nesta segunda-feira (29), na Câmara dos Vereadores

“Os nossos estudos apontam, que hoje, nós temos um deficit orçamentário para saúde, educação e assistência social. Se nós continuarmos com esse modelo chegaremos ao fim do ano com problemas”, anunciou o secretário da Fazenda.

No primeiro quadrimestre de 2017, o valor gasto com os servidores (ativo e inativos) da Prefeitura de Camaçari já chega a casa dos 49,29%, enquanto, na avaliação do secretário não deveria ultrapassar os 40%. Esse volume deve-se aos altos valores pagos aos parentes dos prefeitos Elinaldo, Tude, Helder e a família D’Errico e Ellery, que abiscoitaram grandes salários na prefeitura, conforme já demostrado pelo Badogada.


Para o secretário, a Prefeitura de Camaçari não deve contratar mais ninguém e nem aumentar a despesa com pessoal. Para ele, seria o caso de avaliar se algumas escolas não precisariam ser fechadas e reavaliar os supersalários dos professores. “Com uma despesa de pessoal alta, a Prefeitura perde a capacidade de fazer investimento”, sentenciou Renato Almeida.

Comente

Be the first to comment on "“Conta da Prefeitura de Camaçari, em 2017, fechará no vermelho”, antecipa secretário da Fazenda"

Deixe uma resposta