Sonho da casa própria em Camaçari se torna mais difícil na gestão de Elinaldo

Foto: Aristeu Chagas/PMC

Apesar do Governo Federal anunciar a contratação de 170 mil novas unidades habitacionais, pelo programa Minha Casa Minha Vida (MCMC), para todo país em 2017, que atendem família com renda de até R$ 1.800, a Prefeitura de Camaçari informa que estão suspensas novas inscrições no município do programa.

Com isso, o sonho da casa própria de mais de 12 mil famílias camaçarienses, que já estão inscritas no MCMV, não serão realizados na gestão do prefeito Elinaldo Araújo (DEM), que durante a campanha eleitoral prometeu diminuir o déficit habitacional em Camaçari.

De acordo com a secretária de Infraestrutura e Habitação, Joselene Cardim, “os dois empreendimentos que serão entregues à população já tem todo o quantitativo inscrito e não temos previsão para a construção de novo empreendimentos”, pontuou.

Cabe esclarecer ao leitor, que as casas que já foram construídas e entregues, bem como as que serão entregues, foram articuladas na gestão do prefeito Luiz Caetano e Ademar Delgado, somando de 2009 a 2016, cerca de 15 mil unidades habitacionais contratadas. O quantitativo levou Camaçari a bater o recorde de casas entregues pelo programa na Bahia.

Dados da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (Seinfra) aponta que 25 mil inscrições foram realizadas, 12.114 unidades foram entregues e o município ainda tem uma demanda de inscritos de mais de 12 mil pessoas.

Levantamento do Valor Econômico indica que até 2014, antes do início da recessão econômica, a média anual de contratações de moradias voltadas a famílias com renda até R$ 1,8 mil do Minha Casa, Minha Vida era de 285 mil unidades. Com o aprofundamento da crise, a operação da faixa 1 do programa quase parou e essa média nos últimos dois anos caiu para 17,5 mil. Esse desempenho é considerado crucial para a evolução do déficit habitacional, uma vez que 85% do indicador é composto pela população que ganha até três salários mínimos.

Prefeitura de Camaçari não realiza inscrições para o Minha Casa Minha Vida
Após mensagens que circularam nas redes sociais, a Prefeitura de Camaçari precisou emitir nota para esclarecer que a informação que o executivo municipal estava realizando novas inscrições para o MCMV é falsa.

Nesta segunda-feira (6), a população chegou a procurar a secretaria para efetivar a inscrição após o boato que se espalhou, principalmente, no WhatsApp. Portanto, não adiante procurar a Prefeitura, pois na gestão do “parceiro do povo” as inscrições para o Minha Casa Minha vida estão suspensas.

Comente

Be the first to comment on "Sonho da casa própria em Camaçari se torna mais difícil na gestão de Elinaldo"

Deixe uma resposta