Quatro vereadores de Camaçari podem perder o mandato

Tem suplente de vereador contando nos dedos a data para decisão final para o julgamento das contas dos atuais vereadores Dilson Magalhães Alves Junior (PEN), Gilvan Silva Souza (PR), Pastor Neilton José da Silva (PSB) e José Antonio Almeida de Jesus (PCdoB).

Quem está no pé da Justiça e torcendo para uma decisão contrária aos vereadores são os suplentes, Antônio Carlos Soares, Luiz Carlos de Macêdo e Oto Luiz Moreira Maia, que em conjunto com a coligação CAMAÇARI VAI SER FELIZ, impetraram mandado de segurança pedindo a cabeça dos vereadores. Quem também pode ser beneficiada é a a candidata Cristiane Bacelar. 

Os quatro vereadores (Dilson, Gilvan, Pastor Neilton e Binho do 2 de Julho) tiveram as contas reprovadas pelo Juiz Eleitoral, César Augusto Borges de Andrade, da 171ª zona eleitoral de Camaçari. Nesta sexta-feira (3) encerra-se o prazo para que os edis apresentem sua defesa e a aposta dos suplentes é que eles não conseguirão reverter o caso na justiça e terão os mandatos cassados e os direitos políticos suspensos.

Em conversa com o Badogada, o suplente a vereador Antônio Carlos Soares, disse que “as contas estão impregnadas de irregularidades com indícios de caixa dois e/ou de omissão de gastos e despesas caracterizadores de abuso de poder econômico e político, entre outros, razão pela qual os seus mandatos estão prestes a serem cassados” aposta.

De acordo com os ritos burocráticos, até antes do Carnaval poderá sair a decisão final e os vereadores que hoje assistem tudo de camarote podem pular para a pipoca e ficar fora da corda do bloco do legislativo municipal.

 

Comente

Be the first to comment on "Quatro vereadores de Camaçari podem perder o mandato"

Deixe uma resposta