PCdoB aproveita minireforma de Rui para dar “rasteira” em Álvaro Gomes

Na Bahia, se o clima dentro do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) estava tenso, agora azedou de vez. Sob a batuta do cacique estadual do partido, o deputado federal, Daniel Almeida, os “camaradas” aproveitaram a minireforma realizada pelo governador Rui Costa para dar uma verdadeira “rasteira” no militante orgânico e histórico da legenda, Álvaro Gomes e colocar mais pedras no caminho político do ex-secretário estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE).

A condução do PCdoB na Bahia, realizada desde a gestão de  Daniel Almeida, tem sido alvo de inúmeras reclamações dos “comunistas”. Daniel deve ter esquecido os postulados e avisos de Lênin, durante a Revolução Russa e incorporou de vez o (triste) método stanilista de aniquilar os “amigos”. Daniel se tornou um verdadeiro déspota, manda e desmanda no Partido, que tem por história e no seu estatuto as decisões colegiadas. Infelizmente, a direção estadual do PCdoB se assemelha aos partidos de direta: é de cima para baixo, sem diálogo com a militância.

A perseguição à Álvaro Gomes por Daniel Almeida não vem de agora. Nas eleições de 2014, por exemplo o Stalin baiano (como Daniel Almeida tem sido raivosamente chamado pelos camaradas de partido) incentivou diversas lideranças ligadas, na época ao deputado estadual Álvaro Gomes, a lançarem-se candidatos a deputados estaduais, o que resultou no enfraquecimento da candidatura de Álvaro e, consequentemente, a perda do seu mandato. Depois, a demissão de Marcelo Gavião, pupilo de Daniel Almeida, do SineBahia, justificada por Álvaro como um quadro sem competência para o cargo, gerou um tom de revanche de Daniel.

Em um desabafo em seu perfil no Facebook, Álvaro Gomes, comentou:

“Como já é de conhecimento de todos, o partido decidiu me substituir na SETRE, por Olivia Santana, que era Secretária de Políticas para as Mulheres- SPM e para o seu lugar, a camarada Julieta Palmeira. Não entrarei no mérito da decisão, foi definida e comunicada ao governador Rui Costa, oficialmente, ontem, dia 20-01-17 à noite. Depois da comunicação, em conversa com o governador, ele deixou claro que a substituição não era nem um desejo nem uma solicitação dele, mas uma decisão exclusivamente partidária e me convidou para assumir a responsabilidade de integrar a sua articulação política”.

Em uma nota esdrúxula, o secretariado baiano do PCdoB, diz que “as alterações, de iniciativa da Comissão Política Estadual, foram compartilhadas com o governador” e que “a direção do partido compreende que mudanças em cargos públicos são naturais, tendo como premissa que devem corresponder às necessidades do momento”. 

A necessidade do momento é apenas uma: neutralizar Álvaro Gomes e pavimentar os caminhos para a candidatura de Olívia Santana à Assembleia Legislativa, afinal se o PCdoB adotasse critérios sérios para suas indicações políticas, Álvaro deveria ser mantido no cargo, uma vez que os resultados obtidos em apenas dois anos demonstram sua competência e capacidade de gestão, gozando de prestígio inclusive entre o secretariado do governador Rui Costa.

De perfil humanista e conciliador, o desabafo de Álvaro foi uma verdadeira lição de moral e aplicação prática dos princípios que regem e acompanham o Partido Comunista do Brasil, jogado no lixo pela atual secretaria da legenda na Bahia. 

“Quero agradecer de coração ao Governador Rui Costa pela confiança a mim depositada quando da nomeação como Secretário da SETRE e agora com as novas atribuições. Igualmente agradeço às inúmeras ações de solidariedade que recebi defendendo a minha permanência na SETRE, de estruturas partidárias entre elas comitês municipais e distritais, militantes com destacadas tarefas locais e nacionais, enfim agradecer a todos os COMUNISTAS (grifo do Badogada, perceba o comunista em caixa alta, uma crítica às forças conservadoras que se apossaram do PCdoB na Bahia)
Ressalta-se também o apoio espontâneo extrapartidário de personalidades ocupantes de cargos/carreira de estado como do Ministério Público do Trabalho, Justiça do Trabalho, Universidades, além dos movimentos social e sindical. Agradeço também a todos os servidores da SETRE, sejam efetivos , cargos ou terceirizados. Enfim, não tenho como nominar o tanto de apoio recebido nesse período; só tenho que agradecer a todos e dizer que isso me fortalece ainda mais para lutar por uma sociedade de paz e justiça social”.

Comente

Be the first to comment on "PCdoB aproveita minireforma de Rui para dar “rasteira” em Álvaro Gomes"

Deixe uma resposta