A “caixa preta” da Secad de Lauro de Freitas

Foto: Reprodução/Facebook

Um verdadeiro mistério ronda Lauro de Freitas. Está mais fácil encontrar agulha no palheiro, do que a tabela com os cargos e salários da Prefeitura. Secretários (as), servidores (as) e os futuros funcionários do executivo municipal estão totalmente perdidos sem saber quanto vale ($$$) cada sigla publicada no Diário Oficial.

A tabela de cargos e salários, guardada a sete chaves pelo secretário municipal da Administração, Ailton Florêncio, tem gerado desgastes internos para a prefeita Moema Gramacho (PT), inclusive com os secretários que não sabem quanto equivale cada cargo, o que tem dificultado “a divisão do bolo” e a contração de pessoal.

A situação ficou ainda mais delicada após a prefeita Moema Gramacho anunciar o fim das gratificações especiais para os cargos comissionados. Para quem já foi nomeado e para quem pretende entrar, ainda não acharam o “x” da complexa equação – “quanto é o meu salário?”, que pode ser facilmente resolvida com a publicação da tabela de cargos e salários pelo executivo estadual.

Comente

Be the first to comment on "A “caixa preta” da Secad de Lauro de Freitas"

Deixe uma resposta