Bahia garante R$ 96,7 milhões para 131 serviços do SUS no estado

Governador Rui Costa e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, visitam o Hospital Aristides Maltez em Salvador | Foto: Manu Dias/GOVBA

Os R$ 96,7 milhões a serem liberados pelo Ministério da Saúde à Bahia irão custear 132 serviços hospitalares e ambulatoriais voltados à assistência de gestantes e bebês, atendimento de média complexidade e os especializados, como Centros de Atenção Psicossocial e de Rebilitação (CER). Também estão previstos recursos para serviços da rede de urgência e emergência, incluindo SAMU 192 e UPA 24H, e de alta complexidade, como ampliação de leitos e serviços de oncologia. “São custeios permanentes repassados pelo Ministério e que serão mantidos enquanto os serviços estiverem abertos, beneficiando toda população”, ressaltou o ministro Ricardo Barros.

A Bahiafarma, laboratório público do Estado da Bahia, vinculado à Secretaria da Saúde (Sesab), garantiu ampliação de R$ 15,4 milhões para a produção de kits para diagnóstico da zika, dengue e chikungunya. O anúncio foi feito em evento com o governador Rui Costa e o ministro da Saúde, Ricardo Barros, nesta quinta-feira (5), no Hospital Aristides Maltez (HAM), em Salvador. Recentemente, Rui Costa esteve no local, onde firmou contrato que garante 100% de cobertura oncológica na Bahia, com o repasse de R$ 9,6 milhões por ano ao HAM.

A Bahiafarma já iniciou o envio de testes para diagnóstico da Zika ao Ministério da Saúde. O diretor presidente da empresa, Ronaldo Dias, informou que as obras de ampliação onde serão fabricados os kits devem começar nos próximos meses.

“O que a Bahiafarma tem feito é disponibilizar novas ferramentas ao combate das arboviroses. O teste rápido está se consolidando como uma ferramenta importante, adotada pelo Ministério e isso tem nos levado a uma necessidade de aumento dessa capacidade produtiva. Os recursos já foram disponibilizados. Devemos começar a licitar e fazer as obras ainda este semestre”.

De acordo com o ministro, os testes rápidos da zika produzidos pela Bahiafarma e adquiridos pelo governo federal já começaram a ser entregues e, até o final de janeiro, estarão em todas as unidades básicas de saúde do país. “O público alvo são as crianças e gestantes. Nossa previsão é que os casos de zika e dengue se estabilizem e os casos de chikungunya cresçam em relação ao ano passado. Os casos de chikungunya aumentaram de 36 mil casos para 260 mil casos de 2015 para 2016. Logo, há um público muito maior infectado que pode transmitir a doença no Brasil ”.

Visita
O governador e o ministro visitaram algumas dependências da unidade, entre elas o Pronto Atendimento, setores de radioterapia e o de oncologia pediátrica, onde cerca de 500 crianças são atendidas mensalmente. O HAM é referência no tratamento contra os diversos tipos de câncer e realiza de 850 a 900 cirurgias oncológicas todos os meses. Na oportunidade, Barros apresentou um balanço das ações do Ministério da Saúde (MS) no Brasil e na Bahia. O evento também marcou a liberação de recursos federais da ordem de R$ 96,7 milhões para serviços do Sistema Único da Saúde (SUS).

No evento, Rui falou sobre as ações realizadas na área da Saúde em todo o estado. “O Governo tem feito um esforço grande para que, por meio de parcerias com os municípios, possamos melhorar a Atenção Básica na Bahia, seja para implementar novas equipes ou novas instalações. Ainda em janeiro vai sair a licitação para construção de Postos de Saúde da Família em municípios da região metropolitana. Teremos sete PSF em Salvador”, revelou o governador.

Com informações da Secom/BA e do Ministério da Saúde

Comente

Be the first to comment on "Bahia garante R$ 96,7 milhões para 131 serviços do SUS no estado"

Deixe uma resposta