Consumidor paga pelo peru, mas acaba levando gelo para casa

Operação Natal Seguro realizada pelo Instituto Baiano de Metrologia e Qualidade (Ibametro) reprovou 30% dos perus fiscalizados. Os fiscais do órgão constaram a falta da indicação obrigatória na embalagem do peso líquido do produto, quando o consumidor acaba pagando também pelo peso da embalagem.

Os consumidores devem ficar atentos também ao comprar ameixas, uma vez que nos mercados baianos analisados pelo Ibametro, 30% das ameixas tinha o peso menor em relação ao indicado na embalagem, além da falta da indicação obrigatória do peso líquido na embalagem.

Os demais produtos verificados – panetones, chester, bacalhau, tender, roscas, queijo cuia, frutas cristalizadas, damasco, castanhas, nozes e passas – atingiram um índice de reprovação de 10%.

Brinquedos e luminárias
De acordo com o Ibametro, além de verificar pesagem dos alimentos da ceia natalina, a operação inspecionou artigos decorativos como as luminárias natalinas (do tipo mangueira e do tipo pisca-pisca) e brinquedos. Os produtos inseguros (com potencial de causar acidentes de consumo) foram retirados das prateleiras das lojas e mercados pelos fiscais.

Foto: Camila Souza/GOVBA

Com informações do Ibametro

Comente

1 Comment on "Consumidor paga pelo peru, mas acaba levando gelo para casa"

  1. O site é totalmente partidário, venho ver apenas para rir.
    Algumas coisas são relevantes.

Deixe uma resposta