Desastre: Elinaldo não consegue nem copiar ACM Neto

Foto: Divulgação

Não adiantou curso de oratória, professor particular de português, fonoaudiólogo e um “estágio”, em Salvador, com ACM Neto para o prefeito eleito de Camaçari, Elinaldo Araújo, adquirir noções mínimas de gestão pública.

Se durante a campanha Elinaldo repetia o mantra que seria o “ACM Neto de Camaçari”, o começo já foi desastroso a iniciar pela risível reforma administrativa anunciada por Elinaldo nesta segunda-feira (28), que cortou secretarias estratégicas, anunciou demissões de metade dos cargos comissionados, mas não resultou em economia necessária para os cofres públicos e muito menos em um modelo administrativo eficiente.

Já nesta quarta-feira (30), o prefeito reeleito de Salvador, anunciou a sua reforma administrativa, com o corte de duas secretarias e criação de outras três. Enquanto Elinaldo cortou a Secretaria da Mulher, e levou uma badogada da deputada estadual, Luiza Maia, que o acusou de “machista”, Neto, por sua vez, criou a Secretaria de Políticas para Mulheres. Curioso, não?

Durante a coletiva de imprensa, Neto anunciou ainda que pretende suspender a contratação dos serviços de 982 profissionais terceirizados e gerar uma economia de R$ 104,6 milhões. Essas funções serão preenchidas por cargos comissionados e de funções gratificadas.

Pela proposta, a partir de 2017, serão 2.966 cargos comissionados e funções gratificadas na administração direta (secretarias) e indireta (autarquias, fundações e empresas), uma redução de 21 em relação ao quadro atual. A partir do ano que vem, haverá 17 secretarias. Os nomes dos gestores das pastas só serão anunciados entre os dias 15 e 20 de dezembro.

Foto: Agecom/PMS

Coletiva de imprensa trouxe mudanças na gestão municipal de Salvador | Foto: Agecom/PMS

Confira o que mudou na Prefeitura de Salvador
Serão extintas a Secretaria de Desenvolvimento, Trabalho e Emprego (SEDES), a Secretaria de Relações Institucionais (SERIN), o Escritório Salvador Cidade Global, o Instituto de Previdência de Salvador (PREVIS) e a Superintendência de Políticas para Mulheres (SPM).

Devem ser criadas a Secretaria de Trabalho, Esporte e Lazer, a Secretaria de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude e a Secretaria Municipal de Comunicação.

A Secretaria Municipal de Urbanismo (SUCOM) será transformada em Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo e deixará de ser responsável pela fiscalização da poluição sonora na cidade. O papel passará a ser desempenhado pela Secretaria Municipal de Ordem Pública (SEMOP).

A Secretaria de Infraestrutura, Habitação e Defesa Civil (SINDEC) também será convertida em Secretaria de Infraestrutura e Obras Públicas e a Secretaria Cidade Sustentável (SECIS) em Secretaria da Cidade Sustentável e Inovação.

A proposta de reforma administrativa já foi encaminhada para Câmara de Vereadores para apreciação.

Comente

Be the first to comment on "Desastre: Elinaldo não consegue nem copiar ACM Neto"

Deixe uma resposta