Polícia abre inquérito para encontrar responsáveis por incêndio na Pague Menos

Foto: Alberto Maraux

Após análise da Defesa Civil de Camaçari, o órgão municipal informou que a estrutura da farmácia Pague Menos está comprometida, por isso será isolada. A liberação do estabelecimento só ocorrerá após a farmácia apresentar um projeto para demolição ou reformar do imóvel ao executivo municipal.

O trabalho de resgate de vítimas foi concluído na desta quinta-feira (24) pelo Corpo de Bombeiros e Defesa Civil. De acordo com a Prefeitura de Camaçari, o tráfego na região só será liberado após a limpeza do local, retirada de entulho e limpeza da avenida Getúlio Vargas.

Investigação
Durante coletiva à imprensa, representantes das polícias Civil e Militar, Bombeiros e Departamento de Polícia Técnica (DPT) confirmaram que houve uma explosão seguida de incêndio e de desabamento na farmácia Pague Menos. A perícia ainda não foi concluída, mas informações divulgadas pelo site Badogada foram confirmadas.

A delegada Thaís Siqueira, titular da 18ª Delegacia Territorial (DT/Camaçari), que instaurou um inquérito para apurar as causas do acidente, revelou que uma empregada do estabelecimento foi ouvida na manhã desta quinta-feira (24) e deu informações detalhadas sobre os minutos que antecederam a explosão, ocorrida durante uma obra, realizada há pelo menos 30 dias, no mezanino da farmácia.

Segundo a delegada, a testemunha disse que almoçava no andar superior do prédio com outros três colegas enquanto operários trabalhavam no local. Segundos depois de deixar o mezanino, para assumir o caixa da loja, onde pelo menos 12 pessoas aguardavam na fila para serem atendidas, a mulher ouvir a explosão e viu parte da estrutura desabando e o fogo se alastrando pelo local. Mais testemunhas serão ouvidas, incluindo proprietários do imóvel e representantes da farmácia.

Reconhecimento das vítimas
Segundo o Departamento de Política Técnica (DPT), dos noves mortos, apenas o corpo de Tatiane Ribeiro Mendes, 34 anos, foi identificado. Durante a coletiva de imprensa, o perito médico legal Mário Câmara, diretor do Instituto Médico Legal (IML) informou que até o momento sete dos nove corpos levados ao IML são do sexo feminino. O oitavo não pode ter o sexo determinado e um ainda não havia sido examinado. “Todos estão muito danificados pelo fogo e apresentavam sinais de traumas internos e externos provocados pela explosão ou por objeto contuso”, explicou.

O perito alertou que a identificação das vítimas não deve ser um processo rápido. Uma delas já foi identificada por meio do processo de necropapiloscopia (impressão digital) e já teve o corpo liberado pela família, nesta tarde (24). Os outros corpos deverão ser identificados pelo mesmo processo quando for possível recuperar as digitais ou por meio de exames de DNA.

Comente

Be the first to comment on "Polícia abre inquérito para encontrar responsáveis por incêndio na Pague Menos"

Deixe uma resposta