Integração do metrô com ônibus urbanos segue a todo vapor

Integração facilita vida dos passageiros | Foto: Daniele Rodrigues/Sedur

A mobilidade – na verdade o caos no trânsito e no transporte coletivo – figura na lista das principais críticas da população da Região Metropolitana de Salvador. Desde que o prefeito de Salvador, ACM Neto, declarou que não teria capacidade e condições de concluir as obras e transferiu para o Governo do Estado, o metrô – a cereja do bolo dos projetos de mobilidade – vem sido tratado por Rui Costa como prioridade máxima.

Na tentativa de colocar o metrô nos trilhos e melhorar a sua avaliação na capital baiana de olho nas eleições de 2018, o metrô, que a propaganda do Estado chamada de “Obra tamanho G”, segue a todo vapor, principalmente em seu processo de integração com os ônibus urbanos.

A partir deste domingo (20), novas 21 linhas de ônibus serão integradas ao metrô. Desde o início do mês, 45 linhas foram integradas ao sistema e, até o dia 30, outras 17 passam a fazer parte, totalizando mais de 250 linhas urbanas integradas ao metrô sem qualquer custo extra aos passageiros.

Integração dos ônibus da Região Metropolitana
A integração metropolitana foi ampliada em maio e julho, totalizando 19 linhas, que contemplam todos os ônibus que chegam a Salvador via BR-324 com destino à Lapa, originárias de Simões Filho, Lauro de Freitas, Dias D’Ávila, Mata de São João, Madre de Deus, Candeias, Camaçari e São Sebastião do Passé. Para as linhas metropolitanas, a integração vale por três horas, com o cartão do metrô ou o Metropasse.

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins, explica que a integração é fundamental “para assegurar que o metrô cumpra com a sua vocação natural, de transporte estruturante e de rede, proporcionando mais qualidade ao transporte público e garantindo mais mobilidade, com conforto e segurança, para a população”, frisa.

Comente

Be the first to comment on "Integração do metrô com ônibus urbanos segue a todo vapor"

Deixe uma resposta